sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Usar argumentos como meio de investigação



Sherlock Holmes tem de explicar uma das suas conclusões mais importantes em a Aventura de Silver Blaze:

Estava um cão no estábulo e, apesar de alguém lá ter estado e ter levado para lá um cavalo, o cão não ladrou [...] É óbvio que o visitante era alguém que o cão conhecia bem [...]


Holmes tem duas premissas. Uma é explícita: o cão não ladrou ao visitante. A outra é um facto geral acerca de cães, que assume ser do nosso conhecimento: os cães ladram aos estranhos. Juntas, estas premissas implicam que o visitante não era um estranho.


Quando usamos argumentos como um meio de investigação (…) podemos por vezes começar apenas com a conclusão que desejamos defender.(...) Depois pergunte-se que razões tem para tirar tal conclusão.
                          Anthony Weston, A Arte de Argumentar, Gradiva. pp20 (adaptação)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...