segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O que se segue do quê?


Magritte



A maioria das pessoas gosta de pensar que é lógica. Dizer a alguém "Não estás a ser lógico" é uma normalmente uma forma de crítica. Ser ilógico é ser confuso, desordenado, irracional. Mas o que é a lógica? (…) Todos nós raciocinamos. Tentamos descobrir como as coisas são raciocinando com base naquilo que já sabemos. Tentamos persuadir os outros de que algo é de determinada maneira dando-lhes razões. A lógica é o estudo do que conta como uma boa razão para o quê, e porquê. Temos no entanto de compreender esta afirmação de um certo modo. Aqui estão dois trechos de raciocínio — os lógicos chamam-lhes inferências:

1.  Roma é a capital da Itália, e este avião aterra em Roma; logo, o avião aterra na Itália.
2.   Moscovo é a capital dos EUA; logo, não podemos ir a Moscovo sem ir aos EUA.

Em ambos os casos as afirmações antes do "logo" — os lógicos chamam-lhes premissas — são as razões dadas; as afirmações depois do "logo" — os lógicos chamam-lhes conclusões — são aquilo que as razões devem sustentar. O primeiro trecho de raciocínio está correto, mas o segundo é completamente descabido, e não iria persuadir pessoa alguma com um conhecimento elementar de geografia: a premissa de que Moscovo é a capital dos EUA é, simplesmente, falsa. Note-se, contudo, que se a premissa fosse verdadeira — por exemplo, se os EUA tivessem comprado a Rússia toda (e não apenas o Alasca) e tivessem mudado a Casa Branca para Moscovo para estarem perto dos centros do poder europeus — a conclusão seria de facto verdadeira. A conclusão seguir-se-ia da premissa; e essa é a preocupação da lógica. A lógica não se preocupa em saber se as premissas de uma inferência são verdadeiras ou falsas. Isso é o trabalho de outras pessoas (neste caso, do geógrafo). A lógica apenas está preocupada em saber se a conclusão se segue das premissas. Os lógicos chamam válidas a todas as inferências em que de facto a conclusão se segue das premissas. Assim, o objetivo principal da lógica é compreender a validade.

Para leres mais clica aqui

                                                           Graham Priest, Lógica (tradução de Célia Teixeira)





A lógica procura saber o que se segue do quê
Isto é
Quando há consequência lógica

X segue-se de A, B ou C 
 é o mesmo que:
X é uma consequência A, B ou C


Um argumento é um conjunto de proposições:

(uma proposição é o conteúdo verdadeiro ou falso expresso por uma frase declarativa)

 – A conclusão - a ideia que se defende

- As premissas - as razões que sustentam/ defendem a conclusão.

A lógica procura saber se a conclusão se segue das premissas.

São válidas  as inferências em que de facto a conclusão se segue das premissas.


O objetivo principal da lógica é compreender a validade.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...