Princípio da maior felicidade


Os Guarda-Chuvas, Pierre-Auguste Renoir | Historia das Artes
Renoir




O princípio da maior felicidade



               Texto 1: -  O Fundamento da moralidade 



 A doutrina que aceita  a utilidade, ou princípio da maior felicidade, como fundamento da moralidadedefende que as ações são corretas na medida em que tendem a promover a felicidade, e incorretas na medida em que tendem a gerar o contrário da felicidade. Por felicidade entendemos o prazer, e a ausência de dor; por infelicidade, a dor, e a privação de prazer.
                                                                                  Stuart Mill, Utilitarismo
                 
            

                 Texto 2: -  A maior felicidade geral



Tenho de repetir, uma vez mais, que a felicidade que constitui o padrão utilitarista do que está correto na conduta não é a própria felicidade do agente, mas a de todos os envolvidos [. . . ]. O utilitarismo exige que o agente seja tão estreitamente imparcial entre a sua própria felicidade e a dos outros como um espectador desinteressado e benevolente.
                                                                                             Mill, Utilitarismo

                

                 Texto 3: O valor moral das ações



O motivo nada tem a ver com a moralidade da ação, embora tenha muito a ver com o valor do agente. Quem salva um semelhante de se afogar faz o que está moralmente correto, quer o seu motivo seja o dever, ou a esperança de ser pago pelo seu incómodo.
                                                                                         Mill, Utilitarismo
             
       
                    Questões:
                    1. Qual o fundamento da moral, segundo Mill?
                    2. Em que consiste o princípio da maior felicidade? 
                    3. O princípio da maior felicidade refere-se apenas à felicidade do agente? Justifique.
                    4. O que entende Mill por felicidade?
                    5. O utilitarismo de Mill é um consequencialismo. Porquê?
                    6. Compare, a partir do texto 3, o critério de moralidade em Kant com o critério de                                                            moralidade em  Mill.

                 




Utilitarismo de Mill




Princípio da maior Felicidade

As ações são corretas na medida em que tendem a promover a felicidade e incorretas na medida em que tendem a gerar o contrário da felicidade.

Bem último:
(a única coisa intrinsecamente boa):
Felicidade
A ação correta:
É a ação que, entre as alternativas possíveis, produz melhores consequências (uma maior felicidade geral).
Maior felicidade geral:
Está em causa não apenas a felicidade do agente, mas a felicidade de todos os seres sencientes (animais humanos e não humanos), envolvidos na ação.
Hedonismo:
A felicidade consiste no prazer e ausência de dor.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...